XIII Open CAPPSP IPSC 2018

Nos dias 17 e 18 de Março em Belas, realizou-se mais um OPEN DO CAPPSP, prova que contou com chuva, muita água, lama, e alguns escorregões.

Todos os competidores têm que estar preparados para estes factores ambientais e possíveis cenários que os mesmos acarretam. Devem começar por ter um calçado adequado ao tipo de terreno, material para se protegerem da chuva, material de limpeza à mão para manterem sempre o material nas melhores condições possíveis. Segue-se uma avaliação do atleta Miguel Ramos,vencedor da prova, das pistas que constituíam esta competição.



Esta prova, apesar de ser constituída por 10 pistas, predominantemente pistas curtas, não tinha muitos disparos. Constituída por 3 pistas com a mão forte, onde a dificuldade estratégica e os disparos difíceis não existiram.


Na pista 2, onde existia uma mala, era importante que o atirador a segurasse junto ao corpo, para não criar instabilidades durante os disparos. Já na pista 6, podíamos ganhar tempo, se fizéssemos os 2 primeiros alvos da direita em movimento e se, de seguida, entrássemos a disparar no Popper em movimento.


Quanto à pista 3, na minha opinião, o melhor seria começar pelo lado esquerdo. Dessa forma, conseguíamos fazer o Popper e o alvo mais perto, tudo em movimento. Conseguíamos ganhar aí algum tempo. No lado direito, era “obrigatório” que fizéssemos ambos os alvos em movimento. Na parte final da pista, entrei a disparar no Popper e, de seguida, disparei no alvo mais perto para assim conseguir terminar no alvo à direita.


Na pista 4, regra geral a maior pista da prova, utilizei uma estratégia muito simples, de forma a ganhar tempo nos alvos aos quais tínhamos que disparar através dos pneus. Neste tipo de pistas grandes, onde há muitos pontos em jogo, é importante fazer bastantes alfas para garantir o maior número de pontos possíveis.


Pista 5. Uma pista com dificuldade reduzida. Aqui optei por dar um único passo para trás, de maneira a poder ver o alvo da direita e não sair mais daí. Activei o Popper, depois disparei ao alvo da esquerda (era o alvo com a transição mais pequena a seguir ao activador) e de seguida a outra chapa, por fim apanhei o móvel vindo da esquerda.


Na pista 7, era extremamente importante ter em atenção o ângulo de segurança quando sacávamos a arma. A partir daí, optei por disparar da janela apenas ao alvo mais à direita. Saí dessa posição para a direita e disparei no Popper activador, optando por esperar pelo móvel com o objectivo de conseguir faze-lo logo na primeira passagem.


Pista 8, uma pista bastante simples, com uma troca obrigatória. No meu entender, o importante era fazer alfas e não perder tempo na troca de carregador.


Relativamente à pista 9, era uma pista interessante, visto que podiam ser utilizadas várias estratégias. Optei por, na saída, dar 3 passos e ficar junto à linha de penalidade, de forma a conseguir disparar aos 2 alvos da direita e ao alvo do fundo pelo lado esquerda do painel. De seguida troquei de carregador e fiz os 3 alvos à direita em movimento, até me conseguir posicionar para a posição final. Neta pista podíamos ganhar tempo no correto posicionamento na primeira e na ultima posições de tiro.


Pista 10, com pouca dificuldade, com o Popper e o alvo da direita a média distância, onde era importante garantir todos os tiros à primeira, para não se perder tempo.


A minha visão geral é que, neste tipo de cenário, o mais importante é fazer uma pista sem correcções. Uma correcção de tiro nestas situações pode equivaler a mais de 1s.

V Open IPSC de Inverno CPA

Decorreu no dia 25 de Fevereiro, na carreira de tiro de Corroios o V Open de Inverno do CPA. Foi uma prova com 8 pistas muito diversificadas, onde se destacaram as variadas posições de início, a variação na distância dos alvos, nos diferentes percursos e pistas com mão forte e mão fraca É de ressalvar que a pista nº1 e nº4, a nível táctico, revelaram-se muito interessantes, dada a exigência do nível técnico do tiro em movimento do primeiro sector da pista nº1 e, na pista nº4, a exigência da posição exacta onde disparar. O atirador Miguel Ramos, mais uma vez, mostrou o excelente nível em que se encontra, começando assim a época com mais um primeiro lugar.

Curso IPSC

Nos próximos dias 23 e 24 de Fevereiro, realizar-se-á um curso de IPSC - nível 2. Este curso tem como objetivo ajudar os atiradores participantes a aprender e a apurar todos os "fundamentos" no IPSC. Posteriormente, numa outra vertente sobre IPSC, mas em AirSoft, vai realizar-se um workshop no dia 25 de Março em Vila Franca de Xira. Para mais informações sobre cursos - nível 1 e nível 2 - bem como workshops, podem preencher o formulário de contacto que se encontra neste site com qualquer questão que desejam ver esclarecida.

Início da época 2018

A competição 2018 terá início dia 25 de Fevereiro com o OPEN CPA em Corroios. Esta primeira prova, é uma prova de clube, constituída por 8 pistas com 127 tiros. É uma prova desafiante para inicio de época no que diz respeito a aspectos técnicos já treinados e/ou melhorar durante os treinos deste novo ano.

Taça de Portugal 2017

Decorreu nos dias 8 e 9 de Abril, na carreira de tiro da UEP, a 2ª competição mais importante do calendário nacional. Nesta competição as pistas não apresentaram uma dificuldade elevada, mas os alvos a grandes distância destacaram-se. O atirador Miguel Ramos conseguiu atirar a um nível excelente, o que lhe deu uma enorme vantagem sobre o 2º classificado. Mais um ano onde o Miguel Ramos conquistou este troféu, fazendo dele tetra-campeão da Taça de Portugal.

Campeonato Nacional 2017

Decorreu nos dias 26 e 27 de Julho, em Corroios, o campeonato nacional de IPSC 2017. Uma competição constituida por 12 pistas, onde a dificuldade não foi muito elevada. Nesta carreira de tiro, o terreno é extremamente dificil. É constituido por areia, o que dificulta as transições entre posições e muitas vezes em encontrar pontos de referência para certas posições. Foi uma prova muito agradável e com um excelente ambiente, onde o objetivo do Miguel Ramos foi atingido. Sagrou-se assim tricampeão Nacional.







PATROCÍNIOS: